A marca do diploma é importante para um novo emprego

Vetores de Diploma e mais imagens de Certidão - iStock

A marca do diploma é importante?

Ao terminarem o ensino Médio e iniciarem uma Universidade muitos estudantes sabem das dificuldades que serão encontradas para se conseguir emprego, estágio ou até mesmo um posto de trainee, porém alguns desses estudantes sabendo destas dificuldades procuram a base sólida da diferença, que é cursar uma Universidade conceituada, é claro que esse é um dos objetivos de muitos, porém poucos conseguem alcançar.

Surge então a diferença dos que batalham se esforçam e conseguem, e os que ou não tem tempo para se dedicar ao estudo ou desistem no meio do caminho,essa diferença está relacionada a persistência para conseguirem o que desejam e quando isso existe sabemos que esses que se edicaram ao estudo possuem plena capacidade para conquistarem muitas outros objetivos. Talvez a preferência que as grandes empresas concedem aos estudantes de Universidades renomadas seja devido a essa única característica, ou seja, a persistência de alcançar o sucesso.

Aqueles que desistiram desse caminho hoje passam por dificuldades ao procurar um emprego, más a solução está em acentuar essa diferença através de cursos de informática, inglês, trabalhos voluntários, participação em workshops e projetos universitários que tenham resultados significativos.

A única maneira de se garantir a qualidade e um bom futuro profissional é além de cursos, possuir qualidades como o desempenho profissional e esforço pessoal.

 

Perfil desejado pelos selecionadores

 

Alguns selecionadores de grandes empresas afirmam que geralmente alunos de Universidades de primeira linha possuem formação cultural e qualidades como espírito de liderança, flexibilidade, raciocínio rápido apresentando portanto, o perfil indicado para a sua vaga, esses estudantes vieram para fazer a diferença no mercado e por isso os caminhos tendem a se abrirem com maior facilidade.

Muitas empresas não necessitam de estudantes com experiência profissional, más dão preferência para aqueles que tenham uma boa formação e que se dedicam ao estudo.

Menciono que a inteligência não é de forma geral o busílis da coisa e sim um parte dele, a ação, interação e criatividade também fazem parte deste busílis e podem ser considerados o diferencial para você conseguir o emprego que deseja.

Percebemos também que houve a criação de um mercado de marketing em torno de alguns nomes de Universidade, sabemos que as públicas assim como as Eaesp – FGV e a PUC, acabam destacando-se pela imagem que o mercado estipula.

Alguns recrutadores querem mostrar que alunos de Universidades não renomadas também podem possuir as mesmas qualidades de um aluno que cursa uma Universidade que é considerada como grife de ensino superior.

Talvez todos este conceito de Universidades possa ser considerado um tipo específico de preconceito, e nos dias atuais sabemos que isso não existe, portanto devemos bani-lo da sociedade e começar a pensar que se a oportunidade for oferecida para todos, podemos reconhecer os verdadeiros capacitados para determinado serviço, e com certeza todos universitários independente de Universidades conceituadas ou não, farão parte dessa equipe.

A expressão que usamos “Faculdade de primeira ou segunda linha” é somente mais um preconceito inventado pelo mercado, o importante é reverter as expectativas e correr atrás do tempo perdido, afinal para se mudar um conceito não basta apenas critica-lo más sim contribuir para muda-lo.

Não encontrou a sua vaga de emprego? Tente pesquisar aqui

Pesquisar vaga...
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.